Pular para o conteúdo

4 de julho de 2012

Para empresário, inovação é vencer o medo e correr riscos

por innovacentro

Avaliação é do empresário Thiago Mattos, sócios da escola Perestroika, que participou de encontro em Brasília Coragem para vencer o medo, mudar e fazer. Esse foi o conselho dado pelo empresário Thiago Mattos, um dos sócios da escola de atividades criativas Perestroika, a participantes do Encontro Nacional de Inovação e Sustentabilidade do Sebrae, nesta sexta-feira (04), em Brasília (DF).

O tema da palestra foi baseado no lema da escola: “Vai lá e faz!”. Segundo Thiago Mattos, o problema das pessoas é pensar muito e praticar menos. “Quanto mais tempo se leva pensando, menos tempo se leva fazendo”, explicou. Para ele, muitas pessoas têm projetos na gaveta que não colocam em prática por medo de errar.

Segundo o palestrante, há dois motivos que levam as pessoas a colocarem seus planos em prática. O primeiro é a paixão, ingrediente que ele considera essencial para o sucesso. O segundo é a coragem. O empresário afirmou que é preciso perder o medo do erro e até do ridículo para correr riscos.

Thiago Mattos utilizou exemplos de sua própria vida durante a palestra. Contou que pediu demissão de uma empresa de propaganda devido a um acordo que fez com seu chefe e que não foi mantido. Fã de futebol, Thiago teria folga no dia de um jogo que gostaria de assistir e, em troca, trabalharia mais. Na data marcada, porém, houve problemas e ele não conseguiu a folga. Ficou bravo. Na própria empresa viu uma frase de Albert Einstein que questionava como a pessoa quer alcançar resultados diferentes fazendo tudo sempre da mesma forma. Pediu demissão e foi trabalhar na Perestroika.“Lá é lei: todo dia de jogo é feriado”, disse.

A história da Perestroika é um exemplo de inovação. Quando surgiu, em 2007, tinha apenas cursos direcionados para propaganda e contava com aproximadamente 60 alunos por ano. Hoje, é uma escola livre, com uma grade de cursos que engloba temas diversos, desde pôquer profissional à sensualidade feminina. Segundo o empresário, a participação média de alunos atualmente é de cerca de 1,5 mil por ano.

“Discutimos e ensinamos coisas que ninguém discute, de uma forma diferente e com um olhar para o presente e o futuro”, disse Thiago. O empresário destacou a importância de sair da zona de conforto e fazer diferente. “Inovação tem relação direta com a postura de vocês. Vocês têm que se desafiar todos os dias”, aconselhou aos participantes do encontro.Publicado na Exame.com, em 07/05/2012.

Anúncios
Leia mais de Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: