Pular para o conteúdo

14 de junho de 2012

O Facebook vai ser a próxima Microsoft

por innovacentro

É inevitável: a rede social de Mark Zuckerberg vai perder a agilidade e o poder de inovar, diz o diretor da consultoria de inovação Innosight Apesar do desempenho decepcionante de suas ações na bolsa, o Facebook ainda é considerado uma das empresas mais inovadoras da internet.

Para o americano Scott Anthony, diretor da consultoria Innosight Institute, com sede nos arredores de Boston, uma das mais influentes do mundo, porém, a companhia de Zuckerberg irá perder sua majestade. A exemplo do que ocorreu com a Microsoft, o gigantismo afetará sua agilidade e seu poder de inovação, diz Anthony.

1) EXAME – Por que o valor das ações do Facebook decepcionou logo após a abertura de capital?

Scott Anthony – O Facebook é uma empresa real, com lucro real, que tem impacto real em nossa vida. Mas vai precisar trabalhar muito para mostrar que pode entregar todo o potencial que diz ter. Feita essa ressalva, é preciso lembrar que ainda é cedo para fazer um julgamento definitivo.

2) EXAME – Estima-se que existam 3 000 redes sociais no mundo hoje. Há espaço para mais?

Scott Anthony – Claro. Há muitos nichos para explorar. Devem surgir mais redes especializadas, como o LinkedIn, voltado para o mundo corporativo. É como na vida fora da internet. Há amigos do trabalho, do clube, dos tempos da universidade, e assim por diante. As pessoas deverão estar cadastradas em tantas redes quantos forem seus grupos de contato.

3) EXAME – Isso quer dizer que o Facebook perderá espaço?

Scott Anthony – As redes sociais menores poderão permanecer independentes e lucrativas. Mas as maiores, como o Facebook, devem assumir o papel de consolidadoras do setor. Isso porque têm mais acesso a fontes de capital e precisam agregar novos serviços.

Foi o que aconteceu no mercado de software. A Microsoft é uma corporação, a maior do setor, mas existe espaço para muitas empresas menores.

4) EXAME – Como o uso das redes sociais já influencia a formação das pessoas? 

Scott Anthony – O que vemos nos jovens atualmente nos faz crer que essas ferramentas tornam as pessoas mais colaborativas e capazes de lidar com vários assuntos ao mesmo tempo. Como isso vai afetar as gerações futuras é uma incógnita.

5) EXAME – Muitos pais se preocupam com a exposição dos filhos nas redes sociais. Esse problema tende a aumentar?

Scott Anthony – É provável que as futuras gerações não entendam a questão da privacidade como nós entendemos hoje. Para muitos adolescentes já é normal compartilhar suas opiniões, gostos e atividades sem questionar se isso é apropriado.

É provável que essa tendência se intensifique. O compartilhamento de informações fará parte da vida, algo tão normal quanto estar acessível 24 horas por dia no celular.

6) EXAME – As redes sociais são a atual tendência da internet. Qual será a próxima? 

Scott Anthony – As próximas vencedoras serão as empresas especializadas em agrupar, tratar e analisar os dados que as pessoas compartilham nas redes sociais, aquelas capazes de tirar conclusões de informações como “de que as pessoas gostam” ou “o que compram”.

7) EXAME – O senhor acha que o Facebook estará à frente dessa nova onda?

Scott Anthony – À medida que crescer o Facebook será menos ágil. Vai ser o que a Microsoft é hoje. Grande, mas pouco inovador.Publicado na Exame.com, em 09/06/2012.

Anúncios
Leia mais de Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: