Pular para o conteúdo

2 de dezembro de 2011

Pacificação e mercados nas favelas

por innovacentro

Com a pacificação das favelas do Rio de Janeiro, muitas empresas começam a subir o morro e investir nas favelas como mais uma fonte de geração de negócios.

Olá caros leitores,

muito tem se falado nas unidades de polícia pacificadoras (UPPs) que estão se instalando nas favelas da cidade do Rio de Janeiro. Estas favelas que crescem cada vez mais de forma desordenada estão mudando sua “cara” a partir da mega-operação realizada pela Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro a partir de 2008, quando a primeira favela, morro Santa Marta, foi ocupada pelas UPPs. O grande objetivo das UPPs é tirar o comando das favelas das mãos das milícias e do tráfico e reorganizar o sistema público desses locais.  Alguns reflexos destas ações já estão sendo sentidas nas principais favelas da capital fluminense. Não se houve mais tiroteios, as pessoas andam sem medo nas ruelas. Mas junto com a volta da ordem, vêm outros reflexos como o aumento dos aluguéis dos imóveis, aumento das contas de saneamento básico, como água e luz.

Pacificação e negócios

Mas o que este cenário descrito acima tem haver com negócios e inovação? Nas favelas itens essenciais como água e luz não chegavam ou eram disponibilizados de forma precária. Mas o cenário para as empresas que detém licenças de operação eram ainda piores, pois ficavam alijadas de imensas áreas da cidade por conta do banimento destes serviços por parte das milícias e traficantes. Roubos de energia elétrica e de televisionamento pago eram normais de serem vistos nestas localidades. Mas com a chegada das UPPs os moradores abriram mão de pagar por serviços ilegais e de burlar as assinaturas para obterem serviços legais.

Empresas sobem o morro

Com isto criou-se uma tendência onde as empresas que antes atuavam em um determinado mercado, entrassem nas favelas do Rio para oferecer seus produtos e serviços há um público que antes não eram atingidos. Lemos em diversos veículos de comunicação que empresas como Casas Bahia, Oi, Tim, Vivo, Sky, Caixa, Santander, Bradesco Seguros, Light, Natura estão começando a operar nas UPPs com uma estratégia diferenciada e especialmente criada para as características e poder de compra dos moradores destes locais.

Inovação nas favelas

Por enquanto poucas empresas tiveram o tino de entrar na favela com seus modelos de negócio redesenhados. Como a Sky, que foi a primeira empresa de renome a subir o morro e oferecer serviços (um pacote de assinatura com um valor abaixo do mercado). Estas empresas anteciparam as tendências e pularam na frente de seus concorrentes na brigado por boa parte da fatia dos consumidores cariocas, população esta que está cada vez consumindo mais.

Com estes exemplos podemos perceber que estas empresas estão buscando inovar nos seus canais de distribuição e também em alguns casos inovando no produto, trazendo algo totalmente novo para um público novo para as empresas.

Como as empresas podem se aproveitar ainda mais da pacificação nas favelas?

Abraço,

Márcio Harter

Anúncios
Leia mais de Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: