Pular para o conteúdo

17 de novembro de 2011

1

Jornal do Comércio premia autores na Feira do Livro

por innovacentro

Os desdobramentos da crise mundial, seus reflexos globais, sobretudo, na esfera dos países que integram à Zona do Euro não passaram em branco durante a cerimônia de entrega do 8º Troféu Cultura Econômica, promovido pelo Jornal do Comércio, em parceria com o Badesul, na noite desta sexta-feira (11), no Átrio do Santander Cultural, em Porto Alegre. A iniciativa – estabelecida como um dos principais acontecimentos da Feira do Livro, homenageou os destaques na literatura de economia e negócios – ressaltou a importância da produção literária especializada em 10 categorias: Economia, Marketing, Comércio Exterior, Direito, Administração, Contabilidade, Publicidade e Propaganda e Turismo/Hotelaria, Comunicação nas Organizações e Logística. Além dos prêmios especiais de Editora, este ano concedido à Pearson, Livraria, para a Bamboletras, Homenageado Especial, para Luiz Coronel, e Prêmio Especial para o professor Cláudio Accurso, autor de Aportes de Desenvolvimento Econômico.

Veja também:
Galeria de imagens da premiação

Em seu discurso, o diretor-presidente do Jornal do Comércio, Mércio Tumelero, traçou um paralelo entre a conjuntura econômica e a relevância da literatura segmentada. De acordo com ele, nunca foi tão necessário recorrer ao auxílio dos estudos e análises econômicas para tentar compreender o que ocorre com o mundo. Segundo Tumelero, as antigas certezas, como as duras receitas impostas pelo FMI aos países menos desenvolvidos, desapareceram no atual turbilhão global que afeta essencialmente os chamados países de primeiro mundo. “Agora o que se vê são os chamados emergentes, entre eles, Brasil e China, passaram a ser vistos como parte importante na resolução da crise. Qual vai ser a solução para a crise? Certamente ninguém tem esta resposta. O que ninguém duvida é que a solução sairá de estudos e de análise baseadas nos fundamentos da Economia. Esta é a verdadeira importância deste prêmio, que destaca os autores que escrevem sobre o tema e apresentam ideias e conceitos inovadores”, conclui.

Na mesma linha, o presidente do Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul (Badesul), Marcelo Lopes, exaltou a produção intelectual de caráter econômico para o embasamento de políticas públicas de desenvolvimento para os mais variados setores produtivos. Lopes não poupou elogios à iniciativa e disse que a parceria inaugurada entre o veículo de comunicação e o Badesul não poderia ter encontrado melhor sinergia. “Estamos extremamente satisfeitos com esta parceria e com certeza vamos reeditá-la no próximo ano. Pois o conteúdo da literatura econômica é de extrema importância para que possamos avançar e deixar de ser o País do futuro para tornarmos o País do presente, com o Rio Grande do Sul ocupando um lugar de destaque no cenário nacional e também internacional”, defendeu.

O homenageado Especial da noite, Luiz Coronel, revelou não reconhecer barreiras entre economia e literatura. Coronel prega que grandes autores se debruçaram sobre questões econômicas e citou Karl Marx, Hegel, Gramsci, Rosa de Luxemburgo e Mia Couto como exemplos. “Todos escreveram, dentro de seu prisma teórico e ideológico, analises econômicas com um profundo estilo, portanto, a Literatura tem subsídios a dar ao setor de reflexão econômica, assim como o setor de reflexão econômica também tem conteúdos de realidade a oferecer aos literatos que trabalham mais no plano estético e artístico”, ilustrou Coronel que ainda se disse honrado com a distinção recebida. “Partindo de quem confere esta distinção, com a identidade que tem este prêmio, a homenagem chega a todos, e falo individualmente, como um gesto muito acariciante e com um fortíssimo conteúdo de reconhecimento”, complementou.

O presidente da Câmara Rio-grandense do Livro, João Carneiro, classifica a iniciativa do Jornal do Comércio como “altamente significativa”. Carneiro afirma que o livro nem sempre é visto como um elo da cadeia econômica, o que justifica o esforço proposto pelo veículo de comunicação. “É importante que o livro seja reconhecido como um importante elo da cadeia econômica. Não só na sua geração direta econômica, na venda, na distribuição, na livraria e na edição, mas também porque o produto gerado com este livro, nada mais é do que a capacidade da sociedade se autonomizar economicamente, seja pela produção de mão de obra, pela qualidade de vida ou por qualquer outro aspecto contemplado em suas temáticas”, exemplifica.

Encerrando os discursos, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, chamou a atenção para o slogan do evento. “Consumir cultura é sempre um grande investimento”. Segundo Fortunati, é fundamental que as pessoas tenham acesso aos bens básicos necessários a sobrevivência, mas é preciso incluir a cultura nesta categoria. “Naturalmente quando falamos em livros não nos referimos somente a poesias e romances, temos de reconhecer toda a pluralidade de publicações. A economia é algo que encanta por tratar de cada pedaço que compõe a nossa sociedade e permite nos fazer pensar não somente sobre a crise global, mas também sobre partes específicas necessárias ao nosso desenvolvimento local. Um livro de economia tem este poder. Ele nos permite entender como nos comportamos cotidianamente e como este comportamento encontra reflexos diretos na qualidade de vida de cada um de nós, da nossa cidade, do nosso lar e do nosso País. Parabéns aos agraciados e tenham certeza de que vocês estão contribuindo para todos aqueles que desejam ousar e pensar de maneira diferente”, afirmou o prefeito.

Homenageados da noite destacam o incentivo concedido pela premiação do Jornal do Comércio

Entre os homenageados nas 10 categorias da 8ª edição do Troféu Cultura Econômica havia uma unanimidade. Todos destacaram o incentivo à produção de literatura especializada como o principal aspecto da distinção promovido pelo Jornal do Comércio, nesta sexta-feira (11), durante a Feira do Livro. Alguns agraciados ainda ressaltaram o caráter de “ineditismo” da premiação.

É o caso do economista, detentor do Prêmio Especial da noite, Cláudio Accurso. Para ele, o troféu significa o reconhecimento por uma vida dedicada à economia e aos efeitos práticos de uma ciência rica, mas cheia de contradições. “Recebi o prêmio com muita alegria. É sempre muito gratificante ter o trabalho reconhecido. Ainda mais quando esta homenagem é concedida pelas instituições que a promovem. São muitos anos de trabalho. Esta é uma área muito complicada porque é cheia de contradições. Sempre me interessei mais por fazer coisas e pela parte operacional desta rica ciência. Por isso, este reconhecimento é uma grande honra”, comemorou.

De acordo com o vencedor da categoria Marketing, Matheus Alberto Cônsoli, professores e acadêmicos encontram no livro uma forma de divulgação de seus trabalhos de pesquisa e o evento reconhece o enorme esforço necessário para elaborar um livro. “Do ponto de vista cultural, o evento faz com que nos sintamos reconhecidos. De fato, esse segmento editorial tem poucos eventos que prestem este tipo de distinção aos professores, pesquisadores e autores. É preciso de um esforço enorme para publicar um livro. São meses de trabalho e de levantamento de material e poucos os espaços de reconhecimento para as publicações especializadas”, defende.

Um dos integrantes da comissão julgadora, Antônio Ferrari, do Senac/RS, ressalta a qualidade das obras concorrentes. “O principal fator do troféu é apresentar à comunidade boas literaturas que encontram demandas dentro do segmento econômico. Acho que este é um mercado editorial que tem evoluído. Neste ano, a qualificação dos trabalhos me surpreendeu positivamente e os premiados estão sendo homenageados com a maior justiça pelas excelentes contribuições”, afirma.

A ganhadora de melhor livro de Turismo e Hotelaria, Iara Urbani Peccin, acredita que a premiação contribui para disseminar uma tradição editorial pouco explorada no País. “Esta premiação é bastante positiva, porque é uma forma de incentivar novos autores e os que já atuam há bastante tempo. Além disso, é uma forma de promover e estimular a produção deste tipo de literatura econômica e de colaborar para difundir uma tradição importante para o Brasil”, destaca.

Os premiados

Categoria Livro e Autor
Administração Gestão da Inovação na prática, de Felipe Scherer e Maximiliano Carlomagno.
Comércio Exterior Taxa de câmbio no Brasil, organizado por Márcio Holland e Yoshiaki Nakano.
Comunicação nas Organizações Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia – teorias e técnica, de Jorge Duarte.
Marketing Shopper Marketing: a Nova Estratégia Integrada de Marketing para a Conquista do Cliente no Ponto de Venda, de Rafael D’Andrea, Matheus Alberto Cônsoli e Leandro Guissoni.
Direito Direitos da Personalidade, de Anderson Schreiber.
Economia Mesoeconomia – lições de Contabilidade Social, organizado por Duílio de Ávila Berni e Vladimir Lautert.
Logística Logística Reversa, de Paulo Roberto Leite.
Contabilidade Contabilidade Geral Esquematizado, de Eugênio Montoro.
Publicidade O que a vida me ensinou, de Washington Olivetto.
Turismo e Hotelaria Craques na arte de bem receber, organizado por Iara Urbani Peccin.
Prêmio Especial Cláudio Accurso, economista e professor aposentado, autor de Aportes do Desenvolvimento Econômico, da Editora Ufrgs.
Homenagem Especial Luiz Coronel
Editora Pearson
Livraria Bamboletras

Publicado no Jornal do Comércio em 11/11/2011

Anúncios
Leia mais de Notícias
1 Comentário Comente
  1. Gilberto Mosmann
    nov 22 2011

    Tenho esse livro como o mais prático quanto à Inovação. Ademais, com cases nossos, não importados.
    Tenho sido um propagandista do livro.
    Parabéns pelo merecido destaque.
    Gilberto Mosmann

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: