Pular para o conteúdo

6 de outubro de 2011

Rock in Rio: música e inovação

por innovacentro

Em tempos de muita música no país do futebol, nada mais adequado de tratarmos do maior festival de música do mundo, o Rock in Rio, que voltou ao Brasil após 10 anos sendo sediado por Lisboa e Madrid.
Bom, mas o que este evento tem haver com inovação? A seguir explicaremos o porque…

4 lentes da inovação – competência essencial para inovar
Uma competência essencial para inovar é orientar a busca de oportunidades e prover um filtro para ver a realidade com “outros olhos” e saber onde olhar para buscar oportunidades. E foi justamente isso que a família Medina buscou: sair das fronteiras da música e explorar o Rock in Rio como um negócio, expandindo a atuação do evento. Fazendo da marca outros tantos negócios.
Radar da Inovação

Quando falamos sobre o Radar da Inovação, podemos citar duas dimensões: experiência do consumidor e marca

Experiência do consumidor
Desde a sua criação o Rock in Rio não foi simplesmente um festival de música. Em 1985 já era considerado um mega evento onde arrastava multidões de pessoas. O evento já contava com dois imensos fast foods e dois shoppings centers com 50 lojas. Mas ao longo do tempo a interatividade do evento com o consumidor foi crescendo. O apelo musical é muito grande em todos os públicos, desde as classes A até D e entre as últimas três gerações. Além de Rock, Pop, há a possibilidade de o público interagir com outros tipos de música em palcos alternativos.
Uma gama de empresas faz a interação com o público, criando diversos atrativos ao público Outras atividades também estão envolvidas no espetáculo, como roda gigante, tirolesa e bung jump. Como Roberta afirma: “Brinco com meu pai dizendo que daqui a pouco ele vai montar uma Disneylândia do rock, tamanha a quantidade de atrações paralelas ao festival.”

Marca
O aproveitamento da marca cresce a cada realização do evento. Exemplos temos de sobra. Algumas delas: a Trident fez suas embalagens de chicletes alusiva ao evento, a Wolksvagen lançou edições especiais Rock in Rio dos veículos Gol e Fox e os Correios transformou suas caixas de entrega do Sedex em imitações de amplificadores de som. O aproveitamento da marca se expande para os demais patrocinadores também.
Mas a exploração da marca não fica somente nos cases já citados, criar um selo fonográfico, uma companhia teatral, games, portais e grifes de roupas também estão nos planos.

Geração de oportunidades
O Rock in Rio é um exemplo de geração de novos negócios, se tornando como uma mega plataforma de oportunidades de negócios e exposição de marcas para organizações que querem investir em projetos culturais e de entretenimento para grandes massas. Ao todo quase 70 empresas e instituições participaram como patrocinadoras, apoiadoras, licenciadas ou expositoras nesta edição de 2011. A ativação dessas marcas no evento é a principal fonte de recursos para a realização do evento. Em muitas dessas empresas que estavam presentes no RIR, significou aumento inesperado nas vendas, como a Heineken que faturou R$ 11 milhões e o Bob’s, entrou para o livro dos recordes ao vender 79 mil sanduíches em um único dia.
Outra oportunidade gerada foi a parceria da Artplan com o banco BTG Pactual, que irá coordenar eventuais operações com grupos internacionais no processo de expansão da marca.

E você, caro leitor, como acha que o Rock in Rio contribui com a disciplina de inovação? Esta interação pode dar samba, ou melhor… Rock!

Abraços,

Márcio Harter

Anúncios
Leia mais de Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Observação: HTML é permitido. Seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Assinar os comentários

%d blogueiros gostam disto: